Buscar

Polícia Federal - Racismo contra Judeus

O alvo da operação Shalom é investigado por divulgar vídeos na internet em que defende um novo holocausto (genocídio de judeus e outras minorias étnicas durante a Segunda Guerra Mundial). O homem também alimenta o ódio e a intolerância racial no vídeo. Segundo a Polícia Federal, ele já tinha sido preso e condenado pela prática e incitação à discriminação religiosa. Os mandados foram expedidos pela 8ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro e o crime prevê pena de até cinco anos de prisão, além de multa. O nome do investigado ainda não foi divulgado.